Que as festas juninas foram criadas pela igreja católica para celebrar os três santos do mês de junho – São João, São Pedro e Santo Antônio – você já sabia. O que talvez você ainda não saiba é que a celebração encontra suas raízes em tradições milenares dos povos aborígenes do norte da Europa. Assim, a festa cristã é, na verdade, apenas uma adaptação do que antes era um costume pagão para celebrar o solstício de verão no hemisfério norte.

Mas, afinal, o que as tribos europeias pretendiam com tais eventos?

Na maioria dessas festanças, realizava-se rituais de fertilidade para invocar uma colheita bem sucedida na temporada.

E como faziam?

Os druidas praticavam seus ritos em templos circulares formados por pedras, como a Stonehenge, na Inglaterra; na Suécia, a celebração ocorria com danças ao redor de um tronco todo decorado e cravado na terra (alguma semelhança com o pau de sebo?); já na Escandinávia, as pessoas se reuniam para comer e beber em volta de uma fogueira, homenageando a vitória do deus sol sob as trevas.

Como dá para perceber, a festas pagãs têm tudo a ver com as festas católicas. É só trocar o deus sol pelos santos, e pronto, temos a festa junina.

Fonte: Wikipedia, Lonely Planet e HufftonPost

Like this Article? Subscribe to Our Feed!

(Visited 150 times, 1 visits today)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>