Quando falamos do Escocês Voador (Flying Scotsman), podemos nos referir ao ciclista Graeme Obree, que bateu duas vezes o recorde mundial de velocidade; à linha de trem que liga Edimburgo, na Escócia, a Londres, na Inglaterra; ou à locomotiva maçã-verde que operou comercialmente nesse trajeto entre os anos de 1923 e 1963. Em comum, eles têm a Escócia e a paixão pela velocidade.

Nesse post, vamos deixar o ciclista aposentado um pouco de lado e focar no escocês que está sendo desaposentado. É isso mesmo, o Escocês Voador original, o primeiro trem a atingir a velocidade de 100 milhas por hora (160 km/h) voltará à ativa. Espera-se que até fim do ano a máquina esteja rodando nos trilhos de Londres e Edimburgo novamente.

Flying Scotsman | Foto: Neil Kennedy / Wikimedia

Flying Scotsman | Foto: Neil Kennedy / Wikimedia

O Escocês Voador não ficou famoso apenas por sua potência impressionante para a época – se bem que, ainda hoje, a velocidade máxima de muitos trens na Europa é de 160 km/h – mas também por oferecer um serviço diferenciado aos seus clientes, como refeições, barbearia e salão de beleza. Assim, a viagem que demorava cerca de 10 horas para ser concluída, já que contava com parada para o almoço, passou a ser feita em oito.

E agora, tudo isso estará novamente disponível para os viajantes.

Patrimônio nacional

escoces voador

O Escocês Voador é uma espécie de orgulho nacional para os britânicos. Tanto, que seu retorno às ferrovias se deve a uma bem-sucedida campanha do National Railway Museum, permitindo que o museu comprasse e reformasse a máquina. No total, foram levantados 2,580 milhões de libras esterlinas (13,6milhões de reais), sendo que 415 mil desse montante procedem do público em geral. Outros 365 mil vieram do bilionário Richard Branson, dono do grupo Virgin, que opera a linha de trem Londres-Edimburgo; e 1,8 milhão, de um fundo nacional destinado a preservar a memória do país.

 

Like this Article? Subscribe to Our Feed!

(Visited 700 times, 2 visits today)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.