Hoje, 23/4, chefes de Estado e de governo da União Europeia, discutem em Bruxelas, na Bélgica, a crise envolvendo os inúmeros acidentes no Mediterrâneo envolvendo imigrantes ilegais. No último, ocorrido na madrugada de domingo, 700 pessoas morreram no naufrágio de um barco que ia da Líbia para a ilha italiana de Lampedusa. Esse foi o maior acidente do tipo já registrado na região. Devido a esses acidentes, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, chegou a dizer que o Mediterrâneo se transformou em um “mar de miséria”.

Uma das propostas para evitar a imigração ilegal e tráfico de pessoas, ditas as principais causas desses acidetes, está uma ação militar para a captura e destruição das embarcações utilizadas pelos traficantes no Mar Mediterrâneo. Além disso, a Europa também prevê o reforço do financiamento e de meios de patrulha nas fronteiras da União.

Na declaração mais contundente sobre o episódio, o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, disse que pode disponibilizar um navio para essa operação, com a condição de que as pessoas resgatadas sejam levadas para um país seguro, desde que não seja o seu.

Like this Article? Subscribe to Our Feed!

(Visited 45 times, 1 visits today)
  1. A situacao e muito seria sim! Enquanto que as autoridades tentam olhar para a parte humanitaria dessa situacao, ha tambem o problema da imigracao em massa, que se nao for resolvida de uma outra maneira, a Europa, ou melhor os 5 paises somente para qual os imigrantes querem vir, virara um caos completo daqui ha uns anos. Eu acho que a ideia que foi mencionada, tambem por autoridades aqui, e que a ONU poderia fixar um campo para refugiados no norte da Africa, em um dos paises mais estaveis, para resolver a crise de tantos que estao vindo, iludidos e extorquidos por gangs (human smugglers) sem escrupulos, e forcados a uma situacao perigosa e sem nenhuma humanidade, naqueles barcos, para a travessia do meditarreneo. Ha outros fatores que poderao gerar muita tensao no futuro entre os povos na Europa devido a diferencas de cultura e principalmente religiao dessa imigracao em massa. Algumas dessas diferencas ja estao gerando perguntas e duvidas, quando dessa travesia, por exemplo, imigrantes Muculcanos que jogaram Cristaos fora do barco, simplesmente por serem Cristaos. Entao, eu pergunto, porque estao vindo para a Europa onde sao paises Cristaos? Com essa cultura e ‘mind set’ da imigracao em massa Muculmana, a Europa mudaria completamente daqui uns 40 ou 50 anos, tendo em vista que estes sempre tem muitos filhos? Quanto a mim, eu nao posso deixar de me preocupar com isto, quando tenho filhos e netos nascidos e residentes na Europa. Quero que este velho continente ‘Europeu’ continue sendo o exemplo social, que esta longe de ser perfeito e claro, mas o melhor que podemos ver no planeta ate agora.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.