Nos últimos dias, a moeda norte-americana vem perdendo valor diante do real. Até o fechamento deste post, 1 dólar estava valendo 3 reais. Apesar da queda, a verdade é que, há um ano, a verdinha custava apenas 2,20 reais. Mês passado, ela bateu na casa dos 3,30 reais, registrando uma alta de nada menos do que 50%. Então essa baixa verificada recentemente é muito bem-vinda, claro, mas não significa exatamente uma recuperação do real. Segundo analistas do mercado, qualquer valor acima dos 2,80 reais para cada dólar se deve à falta de confiança do mercado financeiro na economia brasileira.

No mercado do turismo, o impacto da alta do dólar mexeu com os ânimos dos turistas brasileiros. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Viagens do Paraná (Abav-PR), Roberto Bacovis, a venda de pacotes externos apresentou uma queda de cerca de 60% quando a moeda dos Estados Unidos atingiu seu pico de valor. Mas nós, amantes do Velho Continente, deveríamos estar tão preocupados com a verdinha nas alturas?

Há um ano, cada unidade do euro custava cerca de 3,10 reais, chegou a 3,55 e agora está na faixa de 3,22, um ganho inferior a 5% no acumulado do ano. O dólar acumula alta de 50%!!! :-O

A princípio, esse movimento parece desesperador, mas, acredite, ele está trazendo ótimas oportunidades, principalmente para quem pode tirar férias curtas, com pouco tempo de preparação e a um país da Europa. Basta pesquisar o preço das passagens aéreas, que certamente achará um bom custo benefício, provavelmente a um preço menor do que antes da alta do dólar.

Compre sua passagem na Lojinha TrustTravel

Na verdade, são as viagens para os Estados Unidos que ficaram mais caras. Afinal, o dólar também se valorizou frente a maioria das moedas do mundo, inclusive o euro e outras moedas locais da União Europeia. Fazendo o mesmo comparativo com o euro que fizemos com o dólar, percebemos que a alta da moeda europeia frente ao real foi infinitamente menor. Há um ano, cada unidade do euro custava cerca de 3,10 reais, chegou a 3,55 reais e agora está na faixa de 3,22 reais, um ganho inferior a 5% no acumulado do ano. E esse resultado só não é melhor para o brasileiro por conta das trapalhadas econômicas do governo Dilma.

Ok, poderia estar melhor, mas não está. Certo é que o turista brasileiro faz falta no mercado. O negócio é ficar de olho nas diversas promoções que estão surgindo e ter em mente que a diferença do real para o euro não foi tanta assim e pouca coisa vai interferir no planejamento da sua próxima viagem.

Então, amigos e amigas, vambora pra Zoropa!

Like this Article? Subscribe to Our Feed!

(Visited 214 times, 2 visits today)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.