Ora pois, se existe um país na Europa em que o idioma local não é uma barreira na comunicação, ele se chama Portugal. É inimaginável pensar que pode existir alguma confusão entre brasileiros e portugueses, quando ambos têm a língua portuguesa (lê-se purtugueja) como idioma materno, não é mesmo?

Pois bem, não é essa a história que o acadêmico Diego Conti, que está estudando na Alemanha e viajando por aí, conta pra gente.

por Diego Conti

Depois de alguns dias em Portugal entendo a origem de boa parte das piadas de português, mas a base de tudo certamente são as diferenças de comunicação. Três exemplos vistos e vivenciados:

1) Meu amigo: “Onde é que fica a melhor loja de vinho?”.
Português: “Pois… É pertinho. Eu levo vocês lá”.

Chegando no local a loja estava fechada e então perguntamos: “Mas a loja está fechada?”.
Português: “Pois, pois… Não me perguntaram onde ficava a melhor loja de vinho? Pronto, ai está a loja”.

Dica: a pergunta correta seria “qual a melhor loja de vinho aberta hoje?”.

2) Chego na padaria para tomar um café e pergunto: “O que é que tem salgado?”.
O português: “Temos empadas de galinha!”.
Eu: “Então me veja uma”.

A empada era salgada, mas estava gelada.

Dica: a pergunta correta seria “o que tem salgado e quente?”.

3) Pergunto: “Tens horas?”.
Português: “Tenho”. E foi embora.

Dica: a pergunta correta seria “Que horas são agora?”.

4) Estava Mariano e eu na rodoviária, então ele comprou a passagem e eu disse: “Quero o mesmo que o dele”.
A portuguesa respondeu: “O mesmo não pode”.
Eu perguntei: “Por que?”.
Ela respondeu: “Oras, porque o seu amigo já comprou. Você tem que pegar um lugar diferente.”.
kkkkkk E acredite, isso não é piada!

Para negócios e turismo, lembre-se: seja sempre muito claro nas perguntas e nas afirmações. Além disso, alguns palavrões são usados como vírgula pelos portugueses, mas sem maldade – apenas uma forma de se expressar.

É um país ótimo, acolhedor, boa comida e barato. Vale muito a pena conhecer e compreender mais das origens do Brasil.

Like this Article? Subscribe to Our Feed!

(Visited 737 times, 3 visits today)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.